BTC busca o bicampeonato dos Jogos Abertos no tênis

Atual campeão, clube havia reconquistado o ouro em 2016, após 28 anos de espera

A equipe de tênis do Bauru Tênis Clube, formada por André Cury, Pedro Scocuglia e os irmãos Daniel e Rodolfo Bustamante, começam esta semana a caminhada pelas quadras de saibro em busca do bicampeonato dos Jogos Abertos do Interior 2017, no ABC Paulista.

Cabeça de chave nº 1, o time de tenistas do BTC acompanha nesta segunda-feira a partida entre Limeira e Mauá, onde pegam a cidade vencedora às 11h desta terça-feira, em São Bernardo do Campo.

“A expectativa é muito boa. Treinamos muito bem e agora vamos tentar buscar mais esse ouro para a tradicional história do Bauru Tênis Clube, que é o mais vitorioso nos Abertos”, disse o tenista e capitão André Cury, que é o único da equipe que ganhou o ouro em 2016, ao lado de Tiago Gilioli. Ambos bateram Valinhos na final. No ano de 2016 o BTC também foi campeão dos Regionais e em 2017 bateu na rede.

Para os mais jovens do time, Pedro Scocuglia e Daniel Bustamante, Bauru está bem servido no tênis com os pratas da casa do BTC. “Bauru sempre teve bons jogadores no passado e isso deixa a responsabilidade muito grande. Treinamos muito forte e tenho certeza que vamos fazer uma boa competição”, disse Scocuglia. Para Pedro Bustamante, é possível sim trazer mais um ouro. “Estou muito animado com essa oportunidade de jogar meu primeiro Jogos Abertos. Focamos detalhes neste final de semana, em treinos aqui no BTC, e vamos em busca do bicampeonato”, finaliza.
Bauru está neste ano na 2.ª Divisão dos Abertos. E só foi possível a participação do time bauruenses na competição deste ano graças aos patrocínios de Jornal da Cidade, Hidrogeo, Mezzani, Aiello Urbanismo, Santa Ajuda – sacos de lixo, Joker, Patral, Hotel Saint Martin, Central Tintas. A1 Negócios Imobiliários, Grupo Amantini e Maikai.

 

TÍTULO APÓS 28 ANOS

Antes de 2016, o último título do tênis de Bauru nos Jogos Abertos ocorreu em 1988, em Piracicaba, quando um time fantástico de bauruenses, formado por Celso Sacomandi, Renato  Joaquim,  Caco Horta,  Paulo Abelha e Carlos Cury trouxe o ouro para Bauru e para o Bauru Tênis Clube ao vencerem na final São José dos Campos.
Antes disso, a hegemonia bauruense no tênis de Jogos Abertos era considerado insuperável, principalmente com o heptacampeonato da década de 1960. “Na época, todos ainda usavam raquetes de madeira e bolinhas que já se tornaram peças de museu”, lembrou Carlos Eduardo Cury, pai de André Cury, e que fez parte de um dos times mais fortes da história do tênis de Bauru, a equipe heptacampeã de 60, com Cury, Roberto Cardoso, Claudio Sacomandi, Vivaldi, Nelson Sperb e Rubens Rocha.

 


Assessoria em Comunicação

Bruno Freitas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com