Campeão paulista em 2017 é o novo técnico do Noroeste

Tuca Guimarães, 44 anos, é o novo técnico do Noroeste. O maior desejo da diretoria e da torcida, o acesso à Série A2, foi conquistada pelo treinador no primeiro semestre deste ano, quando ele levou o Nacional de volta para a A2 e conquistou o título do Campeonato Paulista com a equipe paulistana. Tuca assumiu o comando da equipe na tarde desta terça-feira (22), logo após se reunir com o diretor e vice-presidente de futebol do Noroeste Reinaldo Mandaliti e o gerente de futebol Alex Afonso. O novo treinador já conheceu os atletas e iniciou os trabalhos durante o período da tarde. A coletiva de imprensa com a apresentação oficial será nesta quinta-feira, ainda com local e horário a serem confirmados em breve pelo clube.

A estreia de Tuca no Norusca será neste sábado (26), contra o XV de Piracicaba, fora de casa. O clube também anunciou que o ex-jogador e ídolo noroestino, Marcelo Santos, é o novo auxiliar-técnico permanente (leia mais abaixo).

“O Tuca é um treinador que dispensa comentários. Tem um currículo importante, vitorioso e vai desempenhar um bom trabalho no clube”, disse Reinaldo Mandaliti, diretor e vice-presidente de futebol do Noroeste.

Tuca Guimarães também comentou sobre o desafio de treinar o Alvirrubro. “A expectativa de chegar em um grande clube, de tradição, é muito grande. E espero honrar tudo isso. Nesse primeiro momento, na Copa Paulista, é buscar a classificação. E a partir da próxima fase estabelecer nosso plano de voo a partir da próxima fase. A confiança é muito grande. Estudamos bastante o elenco. Temos peças importantes, um elenco experiente e nós vamos alicerçar nosso time dentro da competição”, disse o novo técnico, por meio da assessoria de imprensa noroestina.

Paulistano, Tuca começou a carreira dirigindo o time de futsal do Corinthians, isso há 17 anos. Depois, no futebol de campo, treinou a categoria de base do São Paulo, Marília e foi assistente do Figueirense, onde também atuou como técnico na Série A do Brasileiro de 2016.
Em 2017, Tuca comandou a Portuguesa na Série A2 e depois assumiu o Nacional.

No Naça, Tuca assumiu recentemente o comando do time em março deste ano, na vaga deixada pelo então técnico Alex Alves, que havia sido dispensado justamente após o Nacional ter sofrido uma derrota de 3 a 0 para o Noroeste, no dia 22/3. Na época, o Naça ocupava a nona colocação na classificação geral do Campeonato Paulista da Série A3, fora do G8, com 21 pontos. Com Tuca Guimarães como técnico, o Nacional cresceu muito de produção na fase final da competição e conquistou o acesso para a Série A2 e o título do estadual.

O Norusca ocupa atualmente, no grupo 1 com sete times, a quarta colocação, no G4 de classificação à próxima fase da Copa Paulista. O campeão vai escolher disputar o Campeonato Brasileiro Série D ou a Copa do Brasil em 2018. O vice fica com a outra vaga que restar.

Carreira de Tuca
Antes de vir para o Norusca, o treinador comandava o próprio Nacional na Copa Paulista, mas diretoria e o treinador resolveram encerrar a segunda passagem de Tuca no time. Na primeira vez que ele assumiu o Naça, em 2015, na Copa Paulista, o treinador ficou 18 jogos invictos, campanha que o credenciou para ir para o Figueirense no ano seguinte. Antes disso, Tuca treinou o MAC na Série C do Campeonato Brasileiro de 2011 e depois comandou o Taboão da Serra, na Série A3 do Paulista, em 2012. Comandou ainda o Nacional de Minas, no Campeonato Mineiro de 2014, o Guaçuano no Campeonato Paulista da Série A3 de 2014, o Comercial na Copa Paulista de 2014 e depois retornou ao clube de Ribeirão Preto no Campeonato Paulista da Série A2 de 2015. O treinador também esteve à frente da Portuguesa na Série A2 e do São José EC na Série A3. Ele também treinou o Atlético de Sorocaba na Série A2 de 2016.

Marcelo Santos está de volta
O ex-jogador do Noroeste, Marcelo Santos, 38 anos, que defendeu o clube em mais de 150 jogos, entre Séries A1, A2, A3 e Série B do Paulista, que pendurou as chuteiras no ano passado, retorna ao clube como auxiliar-técnico permanente. A diretoria quer seguir o exemplo de sucesso do que foram os trabalhos realizados por Milton Cruz na época de São Paulo e Fábio Carille no Corinthians.

Marcelo é ídolo da torcida noroestina, homem de confiança da diretoria e torcedor noroestino declarado. Ele já foi técnico interino ainda quando era jogador do time, durante parte da disputa da fase decisiva da Segunda Divisão do Campeonato Paulista, em 2015. No ano seguinte, na Série A3, em seu último campeonato como profissional, era o camisa 10 da equipe e foi importante na busca pela permanência do clube na divisão.

Marcelo Santos também já foi atleta de Tuca, quando jogou pelo Comercial de Ribeirão Preto.
“O Marcelo tem nossa confiança, é da casa, conhece o clube como poucos e o nosso projeto aqui com ele é longo”, comentou Reinaldo Mandaliti.

O novo auxiliar permanente não escondeu a alegria de retornar ao clube. “É uma satisfação enorme voltar ao Noroeste, agora, numa nova função. E quero contribuir da mesma forma como fiz quando fui atleta, passar a minha experiência para os jogadores que estão aqui. Queremos que os resultados venham logo e que o Noroeste volte a disputar campeonatos de alto nível”.

Fonte: Bruno Freitas – Comunicação E.C. Noroeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com