fbpx

Caso da Cohab de Bauru segue indefinido.

As eleições estão chegando e em meio a pandemia do novo coronavírus o caso da Cohab de Bauru segue bem devagar, sem chegar a uma resolução. As dúvidas continuam a aparecer, como por exemplo, o presidente fez tudo sozinho ou teve o apoio de alguém?

Ninguém pode obrigar ex-funcionário público, que esteve em algum cargo de confiança a ir depor na câmara, mas pode investigar aqueles que ainda continuam em seus cargos importantes.

A impressão que fica é que muitos nomes relevantes irão aparecer depois que as investigações forem feitas. Basta chacoalhar bem essa moita.

Outro questionamento que se tem é o que políticos que entravam e saiam pelo portão dos fundos da Cohab, durante diversos dias, por um bom tempo, faziam lá? A resposta pode ser obtida com boa investigação e com a colaboração de funcionários que lá estão ou estiveram.

A pandemia de covid-19 está presente, atrapalhando o andamento de diversos casos, além da economia e o emprego na cidade, no país e no mundo. Porém, mesmo com esse cenário não podemos colocar o caso da Cohab debaixo do tapete. Em respeito aos funcionários de bem, e a população da cidade, precisam acelerar o ritmo das investigações.

Se a câmara e o restante da imprensa se calar, veremos mais uma história nefasta entrar para o triste histórico da nossa cidade de Bauru.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com